Nota introdutória

Hoje em dia, os esforços comunicativos quer das empresas, quer dos organismos públicos, concentram-se muitas vezes em construir amplas campanhas publicitárias, de relações públicas, de promoções, etc. Porém, quase sempre se esquece que esta actividade comunicativa é só uma parte de todas as possibilidades de comunicação de uma organização.

É, apenas, a parte dedicada à construção de mensagens específicas, criadas para serem transmitidas aos públicos da organização.

Mas, uma empresa também comunica por meio da sua conduta corporativa, ou seja, através das suas actividades e comportamentos do dia a dia. Esta forma de comunicação é constituída pelo que a empresa faz, isto é, por todas as acções que a empresa realiza na sua vida diária. Está vinculada ao Saber Fazer. É a comunicação que gera informação mediante a experiência dos públicos com a companhia (com os seus produtos/serviços e com as pessoas que pertecem à mesma). A conduta da empresa actua como um canal de comunicação, dizendo coisas sobre a empresa, e comunicando os valores e os princípios com que se identifica.

Do mesmo modo o Marketing não se resume simplesmente a um conjunto de atividades para atender a procura do mercado (como ainda apregoam diversos autores), mas é um princípio de trabalho eficaz que se inicia a partir de uma firme, convicta e ininterrupta disposição de gestão implementada e mantida em todos os níveis e sectores da empresa, gerando mudanças positivas nas atitudes e comportamentos de todos e de cada um dos colaboradores.

Se reconhecemos que existe uma multitude de aspectos que comunicam – e falamos das empresas, mas podemos falar, também, dos organismos públicos – devemos cuidar, então, especialmente de uma planificação adequada de todos eles, para que exista uma coerência, um apoio e uma reafirmação mútua entre as diferentes alternativas comunicativas.

Assim é, o que tratamos neste Seminário sobre Gestão de Marketing e Comunicação.

Evitar que o marketing e a comunicação de uma organização terminem fragmentados e se convertam num conjunto de acções diferentes, com objectivos diferentes e mensagens diferentes, centrando-se cada um no seu “território” e gerando problemas de coerência comunicativa. O adequado seria que se identificassem as necessidades comunicativas de cada um dos públicos com que se pretende comunicar e, em função disso, estabelecer os objectivos, a mensagem a comunicar e as acções necessárias (sejam estas publicidade, relações públicas, patrocínios, etc.).

Com isso, se conseguirá dar maior coerência à comunicação e se obterá um efeito sinergético entre as diferentes acções.

Sejamos realistas: a quem afecta as más opções de comunicação na sua empresa?

Desta maneira, o Seminário Gestão de Marketing e Comunicação implica um trabalho de análise e reflexão sobre a Empresa no seu conjunto: analisar a sua capacidade para ser diferente do resto da concorrência; trazer valor para os seus públicos; ser capaz de comunicar a sua diferenciação com esses públicos.

Isto se resume em três ideias simples:

  • Estabelecer a Identidade e a Diferenciação Corporativa, a partir da análise da situação interna e externa em que se encontra a Empresa, definindo a sua identificação e diferenciação.
  • Demonstrar a Identidade e a Diferenciação Corporativa, gerando evidências por meio da conduta diária da organização e dos seus produtos ou serviços que assinalem a identidade e diferenciação de forma palpável e reconhecida nas situações diárias.
  • Comunicar a Identidade e a Diferenciação Corporativa a todos os públicos, por meio da comunicação “simbólica”, através das diferentes atividades, tais como campanhas de publicidade, acções de relações públicas, programas de marketing directo, etc.

No Seminário Gestão de Marketing e Comunicação, permitir-se-á que os participantes façam aplicação prática dos conhecimentos adquiridos através da realização de estratégias de comunicação.

programa

Formador

Carlos Grade

Prof do Ensino Superior em Universidades portuguesas e brasileiras.
Consultor de diversas empresas e instituições públicas/privadas nas áreas de Marketing e Comunicação em Portugal, Brasil e Angola.
Director Geral em Portugal da Ogilvy, agência multinacional americana de Publicidade.
Director da Rádio Comercial
Administrador da Livraria Bertrand
Gestor da unidade de Projectos e de Marketing e Comunicação da Sinfic, Sa - Angola
Jornalista
Formador certificado
Co-autor do livro “Microempresas” , estudo realizado para o PPDR – Programa de Promoção do Potencial de Desenvolvimento Regional
Autor da entrada “Publicidade” na Enciclopédia Luso Brasileira da Verbo (Ed Século XXI, (2002)
Autor “História da Publicidade em Portugal” (a publicar)
Autor de cinco livros de poesia
Voluntário em diversas instituições de acção social, sendo membro da direcção da Cáritas Portuguesa.

Datas, Preços e Condições de Inscrição

Download da Ficha de Inscrição aqui.


A data da inscrição será a da transferência do valor em causa para a conta:
EDUQ – Educação e Desenvolvimento Humano, SA
BANCO BAI
Conta nº 60550922.10.001
IBAN: AO06 0040 0000 6055 0922 1013 7

O seminário decorrerá no Hotel Trópico - Luanda. O almoço está incluído.

Ver preços e condições na ficha de inscrição.

Download da Ficha de Inscrição aqui.


ATENÇÃO: o número de participantes é limitado, sendo a admissão feita segundo a ordem cronológica do pagamento da inscrição.

Pedido de informações